sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Recursos Informacionais USP - Conheça!

 Conheça os recursos informacionais disponíveis na USP:


Portal de Revistas USP: http://revistas.usp.br
Portal de Obras Raras USP: https://obrasraras.usp.br/
Portal da Agência/SIBi: https://www.aguia.usp.br/
Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos: https://bdta.aguia.usp.br/
Repositório da Produção USP: https://repositorio.usp.br/
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP: https://www.teses.usp.br/
Portal do Acesso Aberto USP: https://www.acessoaberto.usp.br/
Busca Integrada USP: https://buscaintegrada.usp.br/
Dedalus - Catálogo de Acervos das Bibliotecas USP: http://dedalus.usp.br/


Qualquer dúvida, entre em contato conosco: bcrp@usp.br

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Atividades da Biblioteca Central e acesso aos livros

Informamos que as atividades da Biblioteca Central permanecem em teletrabalho devido às obras no local e que a retomada do atendimento presencial ocorrerá assim que houver condições de infraestrutura.


Dessa forma, seguimos com as orientações da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica (AGUIA):   

"Lembramos que as Bibliotecas oferecem diversas opções de acesso digital a artigos de revistas científicas, jornais e notícias, revistas de divulgação, livros, trabalhos de eventos, relatórios, teses e dissertações. Consulte o website http://www.aguia.usp.br e explore as opções em acesso aberto ou por meio de acesso remoto VPN USP".

Caso necessite de livros e outros materiais orientamos, primeiramente, a buscar no formato eletrônico: 

o Portal de Busca Integrada disponibiliza mais de 400 mil títulos de livros eletrônicos 
<www.bcrp.prefeiturarp.usp.br -> Dedalus -> Busca Integrada (novo) -> Livros Eletrônicos (eBooks)>, 

assim como o Portal de Periódicos da CAPES  <www.bcrp.prefeiturarp.usp.br -> Portais de Pesquisa -> Periodicos CAPES -> Buscar livro>.

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Slides de apresentações dos Webinars Clarivate

Slides da apresentação do Webinar Journal Citation Reports – como identificar revistas de alto impacto – métricas e indicadores 21.09.2021.

Webinar Journal Citation Reports – como identificar revistas de alto impacto – métricas e indicadores


Slides da apresentação do Treinamento EndNote Online - 22.09.2021.

Treinamento EndNote Online


                                                                 §§§§§§§§

terça-feira, 5 de outubro de 2021

Palestra “Por que ciência?”

Semana Virtual do  Livro e das Bibliotecas da Unesp 2021

Palestra com o prof. Gilson Volpato


A ciência pode ser hoje considerada uma das maiores maravilhas do pensamento humano. Seus desdobramentos recaem sobre a Educação, a Tecnologia, outras inquietações do ser humano e também na própria formação do cidadão, mesmo entendendo que o conhecimento científico seja apenas uma parte do pensamento racional necessário. Nesta palestra falarei dos três principais elementos intrínsecos ao cientista: a) a produção de conhecimento sobre o mundo; b) o método científico além da ciência e c) a mentalidade científica como formação criativa, lógica e ética do ser humano.




sexta-feira, 1 de outubro de 2021

8 truques para melhorar sua busca no Google

1. O poder das aspas

Se você adicionar aspas a uma frase, o Google encontrará exatamente o que você digitar e na mesma ordem. Portanto, ele excluirá os resultados com apenas algumas das palavras da frase.

Por exemplo, se você pesquisar por "Crise na Venezuela", o Google trará exatamente os resultados que contêm essa frase e não oferecerá aqueles que incluem "crise" ou "Venezuela" em outro contexto.

2. Um hífen (-) para pular os resultados

Se você adicionar um simples hífen (-) imediatamente antes de uma palavra, o Google excluirá esse termo de qualquer um dos resultados.

Por exemplo, se você estiver interessado em tópicos relacionados à saúde, mas está um pouco farto das notícias sobre o coronavírus, basta digitar saúde -coronavírus no mecanismo de busca para obter as informações que lhe interessam e evitar aquelas que o aborrecem.

Você deve adicionar o hífen sem espaços imediatamente antes da palavra para que o Google exclua dos resultados.

3. Dois pontos para encontrar intervalos de tempo (..)

Se você deseja pesquisar os filmes de James Bond, o famoso agente britânico 007, mas apenas aqueles longas lançados entre 2008 e 2012, basta digitar James Bond 2008..2012.

Você também pode fazer isso com preços.

4. Pesquise apenas no site de seu interesse

Ao escrever um assunto e, depois, o termo site: seguido do nome de um site específico, o Google só mostrará os resultados desse site.

Caso você queira conhecer a cobertura da BBC News Brasil sobre eleições alemãs no domingo passado, basta procurar no Google eleições Alemanha site:bbc.com/portuguese.

O mecanismo de busca vai mostrar as últimas notícias sobre a Alemanha publicadas pela BBC News Brasil, as eleições e o legado da chanceler Angela Merkel após 16 anos no poder.

5. Resultados em um local específico

O Google também oferece a capacidade de concentrar sua pesquisa por um termo em um local específico. Para fazer isso, você deve usar o local seguido de dois pontos antes de um local específico.

Se você gosta de ficar por dentro das notícias sobre o magnata e empresário Elon Musk e deseja saber as últimas notícias sobre ele em San Francisco, pode escrever Elon Musk: San Francisco.

Provavelmente, a primeira coisa que o Google mostra a você é que Musk colocou uma casa luxuosa à venda nesta cidade.

6. Use | para pesquisar entre dois resultados

Você pode querer pesquisar dois termos ao mesmo tempo, sem que estejam relacionados.

Tente escrever México Peru. É muito provável que o Google mostre um artigo sobre as relações entre os dois países ou possíveis voos de um destino para outro.

Se, em vez disso, você colocar uma barra vertical como esta | no meio das duas palavras, ele irá pesquisar por informações relevantes entre os dois países separadamente.

Também funciona se você inserir a palavra "ou" entre um termo e outro.

7. Verifique uma empresa na bolsa de valores

Se você investiu em uma empresa ou está interessado em verificar o estado do mercado de ações, o Google oferece o resultado direto com um simples comando.

Você apenas tem que escrever ações antes de digitar o nome da empresa específica.

Por exemplo: ações Evergrande. O site vai mostrar o desempenho da construtora chinesa que ganhou as manchetes nos últimos dias.

8. Filtrar por formato de texto

Você pode pesquisar informações sobre a história do grupo extremista islâmico Talebã sem acessar nenhum site específico.

Nesse caso, você deve colocar o comando filetype seguido por dois pontos e o formato escolhido. Por exemplo, doc para Word ou pdf para Adobe.

Nesse caso, você teria que escrever o tipo arquivo que deseja, por exemplo, história do Talebã filetypepdf.


Fonte: https://bbc.in/2ZDRJKz

Gravação da Conferencia: Gestión de datos de investigación (GDI)


 Julio Alonso-Arévalo. Conferencia: Gestión de datos de Investigación el día 30 de septiembre de 2021 a las 11:00 hs. Argentina, 16:00 hs. España. Asociación Bibliotecarios de Córdoba (A.B.C.) (Argentina

La sociedad TIC necesita, hace uso y proporciona de una enorme cantidad de datos; procesarlos, entenderlos y transformarlos en decisiones de valor es el reto del análisis de los llamados “big data”, un término utilizado para referirse a la explosión de una ingente cantidad y diversidad de datos digitales de alta frecuencia, que se están convirtiendo en un elemento esencial para la competencia, y que según la mayoría de los expertos en el tema serán clave para el crecimiento de la productividad, la innovación y la posibilidad de generar el suficiente excedente para la sostenibilidad de la sociedad. La gestión de los datos de investigación se plantea como uno de los grandes retos que han de asumir durante los próximos años las bibliotecas científicas y de investigación. Ya la mitad de las universidades estadounidenses tienen un plan de trabajo sobre esta cuestión, todos los informes de tendencias están de acuerdo en que la Gestión de Datos de Investigación (RDM) será una de las cuestiones prioritarias y de futuro que deberán asumir las bibliotecas de investigación. En este artículo se hace un análisis del estado de la cuestión sobre la gestión de datos de investigación, normativa, repositorios de datos, prácticas y políticas que están desarrollando las bibliotecas en torno al tema.

Fonte: https://universoabierto.org/2021/09/30/conferencia-gestion-de-datos-de-investigacion-gdi/ 

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Padronização da filiação à Universidade de São Paulo – Identificadores digitais

 À medida que os sistemas de informação se tornam mais abrangentes, complexos, digitais e globalizados torna-se necessário consolidar sistemas inequívocos de identificação digital não só para autores quanto para organizações.

[extraído de: https://bityli.com/oa7D98] É responsabilidade dos dirigentes, gestores e pesquisadores adotar padrões de afiliação, identificação e denominação organizacional compatíveis com diretrizes internacionais e órgãos de identificação mundialmente reconhecidos.

Identificar Organizações é essencial, mas não é tarefa fácil. Elas mudam de nome, de local, fundem-se a outras, separam-se, mantêm vínculos diversos com organizações maiores, menores ou associam-se em consórcios. Podem estar escritas por extenso, abreviadas, na forma de siglas. Segundo o Relatório da OCLC intitulado Addressing the Challenges with Organizational Identifiers and ISNI de 2016 [1], estabelecer uma identificação única e persistente para as Organizações é fundamental para:

  • Atribuir corretamente a produção científica e acadêmica à organização, instituição de pesquisa, universidade e seus pesquisadores,
  • Desambiguar o nome de organização em relação a outra com nome igual ou semelhante,
  • Facilitar a troca de conjuntos de dados via máquina – API, essencial para viabilizar o linked data,
  • Permitir análises bibliométricas mais consistentes,
  • Obter dados mais limpos e confiáveis sobre a organização e suas atividades, evitando a fragmentação de dados e resultados,
  • Nortear padrões de afiliação, identificação e denominação organizacional (Nome ‘certo’) – controle de autoridade,
  • Rastrear e facilitar concessões de recursos de pesquisa e bolsas,
  • Descobrir colaborações em escala mundial,
  • Desambiguar pesquisadores com mesmo nome, a partir da afiliação,
  • Facilitar o rastreamento de publicações e citações por rankings e instituições de apoio à pesquisa,
  • Facilitar a descoberta e a recuperação de informações sobre a organização pelos mecanismos de busca da Internet,
  • Minimizar conflitos de interesse por meio de exata identificação de indivíduos e suas afiliações,
  • Garantir a correta atribuição de artigos e trabalhos aos autores e pesquisadores corretos,
  • Permitir a realização de levantamentos gerais e levantamentos detalhados das atividades da organização, etc.

Do ponto de vista das Organizações, o imperativo de padronização e inequívoca identificação também é consenso e o International Standard Name Identifier (ISNI) é o padrão global certificado pela ISO 27729 para identificar organizações e indivíduos envolvidos com a cadeia de suprimentos de informação e mídia, bem como na cadeia de suprimentos científicos e acadêmicos (scholarly supply chain). O ISNI é um identificador de código aberto composto por 16 dígitos amplamente utilizado em vários setores e projetado para funcionar em diversos contextos, facilitando a troca digital de informações, dados e ativos. A Agência Internacional ISNI (ISNI-IA) contém registros de identidade associados a cerca de 8.75 milhões de nomes individuais e a mais de 654.000 organizações envolvidas nas indústrias de mídia, informação e áreas relacionadas.

O sistema baseia-se principalmente no serviço Virtual International Authority File (VIAF), que foi desenvolvido pela Online Computer Library Center (OCLC) para uso na agregação de catálogos de bibliotecas. Qualquer sistema de identificação de organizações deve basear-se em governança, confiança, transparência, temporalidade e metadados apropriados. O registro ISNI é regido pelo Conselho da ISNI-IA e administrado pela OCLC, em conjunto com a British Library, entre outros membros.

International Standard Name Identifier (ISNIé o órgão global certificado pela ISO 27729 para identificar organizações e indivíduos envolvidos com a cadeia de suprimentos de informação e mídia, por meio de sua Agência Ringgold.

Representando a Agência Internacional do ISNI e seus membros, a Ringgold é a Autoridade de Registro para Organizações e mantém metadados detalhados das organizações, atendendo à proposta da Agência Internacional do ISNI de criar um sistema onde cada autoridade de registro suporta um modelo de negócios com base nos dados selecionados e padronizados. A entidade Ringgold também faz interface com o identificador digital de pesquisador ORCiD.

O sistema ORCiD é baseado em colaboração entre editores, universidades, órgãos de financiamento, pesquisadores e outras partes interessadas em comunicações acadêmicas. A ORCID está empenhada em ser interoperável com outros esquemas de identificadores, incluindo o identificador ISNI. Para este fim, a ORCID, ISNI e Ringgold estão coordenando esforços, trabalhando juntos para viabilizar a integração dos sistemas de identificação e denominação.

Hoje, ORCID e Ringgold mantém protocolo de colaboração. A ORCID usa o banco de dados de identificação da Ringgold como um arquivo de autoridade das organizações para a aplicação de afiliações do pesquisador com relação à instituição de formação e vínculo empregatício. Ou seja, o Ringgold ID é utilizado na padronização de nomes de instituições para indicar afiliações (emprego e formação) por meio de uma lista dos nomes das organizações, universidades, faculdades e departamentos.


Leia o texto completo em: https://www.aguia.usp.br/noticias/padronizacao-da-filiacao-a-universidade-de-sao-paulo/


quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Oficina "Bases de dados científicos e critérios de classificação de periódicos”

A atividade desenvolvida pelo professor Dennys Rossetto versou sobre Bases de Dados. Foi promovida pela Comissão Científica do 32º Enangrad e ocorreu na manhã do dia 28 de agosto de 2021.