terça-feira, 30 de agosto de 2016

As contribuições de Ranganathan para a Biblioteconomia

"No ano em que se completa 85 anos da publicação de "As cinco leis da Biblioteconomia", de Shiyali Ranganathan, revisitar as obras e o seu legado é um dos desafios propostos por Elaine R. de Oliveira Lucas, Elisa Cristina Delfini Corrêa e Gisela Eggert-Steindel, organizadoras de "As contribuições de Ranganathan para a Biblioteconomia: reflexões e desafios". 

Conhecer um pouco mais sobre o pai da Biblioteconomia indiana é realmente um convite irrecusável aos bibliotecários brasileiros.

O livro estará disponível a partir do dia 09 de agosto de 2016. 


 Acesso gratuito ao download da obra:



Boa leitura!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Free Access Collection

Os editores Routledge/Taylor & Francis publishes estão disponibilizando até abr./2017 free access a coleções de artigos em Terapia Ocupacional:




Acesse também, free samples issues de 33 publicações de Economia que tiveram aumento em seu fator de impacto:



Bom acesso!

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Guia do Usuário do DOI

[extraído de http://bit.ly/2aPuCPSO Digital Object Identifier (DOI)® é um identificador internacionalmente aceito e, cada vez mais, tem se tornado essencial, principalmente para documentos digitais. Por outro lado, sabemos ainda que, no Brasil, muitos de nossos periódicos ainda não o adotam ou apresentam grandes dificuldades na sua gestão. 

Diante desse quadro, a união de esforços da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC) e do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) gerou o Guia do Usuário do Digital Object Identifier. Este Guia nasceu da importância de se apoiar os editores brasileiros na adoção e uso desse identificador. 

Trata-se de um guia prático e atualizado, com informações úteis e muito apropriadas às ações das duas instituições envolvidas no trabalho de apoio aos editores científicos. Supre as necessidades atuais dos editores no que se refere a informações básicas, apresentando-se como uma boa opção de documentação técnica sobre o DOI.

Baixar o guia:





sexta-feira, 22 de julho de 2016

Dica Cultural: Oficina Cultural Cândido Portinari - Ribeirão Preto

A Oficina Cultural Cândido Portinari faz parte das Oficinas Culturais do Estado de São Paulo que realizam atividades GRATUITAS de formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas: 

ARTES PLÁSTICAS • AUDIOVISUAL • CIRCO • PERFORMANCE • HQ • DANÇA • FOTOGRAFIA • LITERATURA • MÚSICA • TEATRO • GESTÃO CULTURAL

São cursos, palestras, oficinas, workshops, espetáculos e exposições para todos os públicos.

Localização: 
Rua Visconde de Inhaúma, 490 - 1º andar - Centro
Edifício Padre Euclides - Cep: 14010-903
Ribeirão Preto / SP Telefone: (16) 3625-6161 / 3625-6970 | candidoportinari@oficinasculturais.org.br
Funcionamento: Terça a sexta-feira das 13h às 22h. Sábados das 9h às 18h 

Veja a programação para agosto e setembro/2016: 





quinta-feira, 14 de julho de 2016

Vigilância Sanitária nos Eventos de Massa

[extraído de: http://bit.ly/29zh0qP] Instituições de saúde do Rio lançam o jogo educativo “Vigilância Sanitária nos Eventos de Massa”. O material didático-pedagógico apresenta, de maneira lúdica, os principais riscos à saúde que podem se manifestar durante a realização de eventos de massa. O jogo parte do princípio que a Vigilância Sanitária (Visa) é importante campo da Saúde Coletiva, tendo como finalidade a proteção da saúde, e, nos eventos de massa, há circulação de grande contingente de pessoas, produtos e prestação de serviços que tendem a ocasionar danos à saúde. "Vigilância Sanitária nos Eventos de Massa" pode ser jogado on-line ou seu download feito aqui.

Foram selecionados como temas de interesse da Visa nos grandes eventos: os alimentos, os serviços de saúde, a saúde do viajante, as zoonoses, as doenças de temperatura e infecciosas, as multidões e a água de consumo humano e de espelhos d´água. O material didático-pedagógico apresenta aos diferentes públicos-alvo a literatura e as normas atualizadas acerca de cada tema. As cenas foram ilustradas em quatro diferentes ambientes: uma lanchonete; algumas situações em portos, aeroportos e rodoviárias; um evento esportivo em estádio de futebol; e um show em local aberto. 

A linguagem simples e direta está ao alcance da população em geral, o que favorece o uso em escolas e em outros locais públicos, para exemplificar riscos que podem ser observados até mesmo no dia a dia, como os relacionados ao consumo de alimentos em bares e lanchonetes. Portanto, "Vigilância Sanitária nos Eventos de Massa" não se furta de oferecer informações mais detalhadas, caso seja de interesse, pois há uma biblioteca contendo as principais normas federais e alguns textos e documentos sobre o tema.
“A proximidade das Olimpíadas Rio 2016 permite que o jogo seja utilizado para informar os voluntários e mesmo treiná-los, na intenção de identificar a existência de riscos à saúde dos participantes, o que vem a contribuir para a atuação mais tempestiva sobre eles. Mas esse jogo pode ser utilizado em todo o país, pois nele se realizam diferentes modalidades de eventos de massa durante todo o ano. Nossa intenção é que se possa jogar on-line e também fazer download, permitindo sua utilização em diferentes ocasiões, mesmo quando não há possibilidade de acesso à internet” revelaram as pesquisadoras. 

Ele pode também ser jogado online:






quarta-feira, 29 de junho de 2016

SDI - Sistema de Disseminação da Informação da Capes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)lançou no início deste mês, o o novo Sistema de Disseminação de Informações (SDI), ferramenta que compila dados da agência e da pós-graduação brasileira. Entre as novidades oferecidas pelo sistema está a possibilidade de consultar todos os bolsistas da agência por meio de diferentes indicadores.
Um dos principais módulos do SDI é o novo portal Transparência Capes, no qual é possível pesquisar os bolsistas da Capes por nome, CPF, instituição de ensino ou por programa da agência. Os dados são classificados por nível de ensino e programa de pagamento de bolsas e auxílios da Capes, extraídos dos sistemas de pagamento de bolsas no país, bolsas no exterior e auxílio à pesquisa.
Na plataforma Dados Abertos é possível encontrar informações sobre a pós-graduação e outros temas relacionados à educação brasileira. Os dados estão processados em formatos que permitem a sua reutilização e redistribuição livremente por qualquer pessoa ou instituição para elaboração de documentos, planilhas, tabelas, gráficos e outras finalidades.
Outra novidade do Sistema de Disseminação de Informações é a atualização do Banco de Teses e Dissertações da Capes, que disponibiliza resumos e textos integrais, quando autorizados, de todas as teses de doutorado e dissertações de mestrado apresentadas no Brasil. Por enquanto, a ferramenta tornou disponíveis as informações de 2013 a 2016, mas o objetivo é, em breve, ter o histórico dos trabalhos de conclusão de pós-graduação no país até 1987.
A disponibilização desses dados visa atender a política de Transparência Ativa, um dos principais pontos da Lei nº 12.527/2011, também conhecida como Lei de Acesso à Informação (LAI). A divulgação proativa de informações de interesse público, além de facilitar o acesso das pessoas e de reduzir o custo com a prestação de informações, evita o acúmulo de pedidos de acesso sobre temas semelhantes.

Acesse o SDI

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Desconto aos autores da USP na revisão de artigos

A ciência não poderia realmente existir se os cientistas não registrassem cada estudo realizado e publicassem os resultados de suas pesquisas em revistas científicas. 
Em um cenário global de produção científica, ainda que as pesquisas e achados científicos sejam altamente relevantes e originais, vencer a barreira do idioma pode ser especialmente desafiador para pesquisadores não nativos da língua inglesa. Quem nunca recebeu ou soube de uma recomendação de um editor científico “needs to be reviewed by a native English speaker”? 

Vale a pena?

Os serviços de tradução e revisão podem realmente ajudar os pesquisadores a terem seus artigos publicados? Os editores dizem que depende. Caso o texto apresente apenas um inglês “torto” (ou “torturado”), os editores afirmam que o artigo não será rejeitado. Mas se o texto estiver confuso e ininteligível, impossibilitando a leitura e a compreensão, as chances de rejeição são grandes, pelo comprometimento da qualidade científica. Além disso, um bom texto facilita a revisão por pares e potencializa a aceitação para publicação. “Hoje em dia, os revisores estão sobrecarregados e artigos escritos apropriadamente facilitam a revisão”, afirma o editor Jim Viccaro, editor do Journal of Applied Physics, que recomenda rotineiramente os serviços de edição para os autores. 

Atento à demanda e crescente interesse da comunidade científica por esse tipo de serviço, o SIBiUSP promoveu recentemente um Workshop voltado à escrita científica em inglês na USP, em parceria com a American Journal Experts (AJE), realizado em duas edições e que contou com a participação de grande número de estudantes e professores. 

A American Journal Experts (AJE) fornece serviços de revisão do inglês, tradução, formatação e preparação de figuras para artigos científicos produzidos por pesquisadores, comunidades científicas e acadêmicas, em diversas áreas de estudo. O serviço de Tradução e Revisão da AJE foi criado para ajudar os pesquisadores cuja língua nativa não é o inglês. 

Para tanto, mantém revisores nativos na língua inglesa, que possuem mestrado ou doutorado em área de estudo específica, e que são avaliados continuamente. A confidencialidade do conteúdo da pesquisa é garantida. Além disso, para cada serviço de tradução e/ou revisão realizado é emitido um Certificado Editorial que garante a qualidade do serviço prestado quanto à gramática, pontuação, ortografia e estilo. 

Agora, a AJE está oferecendo aos autores da USP um desconto de 10% em seus serviços


Para a obtenção desse desconto é obrigatório o uso do link a seguir: 



Fonte:
KAPLAN, Karen. A helping hand. Manuscript-editing services are growing. Can they turn a mediocre paper into a publishable one? And at what cost? Nature, v. 468, Dec. 2010, Disponível em: <http://www.nature.com/naturejobs/2010/101202/pdf/nj7324-721a.pdf> Acesso em: 15 junho 2016. 

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Vídeos dos eventos do SIBi-USP


Já é possível acessar todos os vídeos dos eventos organizados pelo DT/SIBi no primeiro semestre de 2016.

Confiram:

  • Dia do Bibliotecário 2016: Bibliotecas como Parceiras na Publicação Científica (Link IPTV) - (Apresentações) - Data: 18/03/2016
  • I Fórum de Debates em Publicação Científica: Direitos Autorais e Licenças de Uso para Revistas Científicas (Link IPTV) - (Apresentações) - Data: 11/04/2016
  • Fórum de eBooks Elsevier (Link IPTV) - (Apresentações) - Data: 18/05/2016
  • Workshop EBSCO & USP:  Um novo paradigma para as bibliotecas do século XXI (Link IPTV) - (Apresentações) - Data: 18/05/2016
  • O que o bibliotecário/pesquisador deve saber sobre métricas alternativas (Altmetrics) (Link IPTV) - (Apresentações) - Data: 30/05/2016
  • Workshop de Publicação Científica - AJE (Link IPTV) - (Apresentações) - Data: 19 de Maio de 2016
  • Workshop de Publicação Científica - AJE (Link IPTV) - (Apresentações) - Data: 20 de Maio de 2016