sexta-feira, 19 de maio de 2017

Base ACORDE






A base Acorde (Base de partituras da Biblioteca da ECA) já pode ser acessada pelo Banco DEDALUS.

Ela também pode ser acessada por uma interface de pesquisa específica para este tipo de material: 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Treinamento em ferramentas antiplágio em Ribeirão Preto


Como parte das ações de valorização da integridade acadêmica e de pesquisa, a USP disponibilizou aos professores dois serviços de identificação de similaridade de textos e ensino a distância: o OriginalityCheck e o FeedBack Studio. Os serviços são oferecidos pelo Sistema Integrado de Bibliotecas (Sibi) em parceria com a Pró-Reitoria de Pós-Graduação (OriginalCheck) e Pró-Reitoria de Graduação (FeedBack Studio).
Entre os dias 24 de abril e 10 de maio, o Sibi promoverá uma série de treinamentos presenciais, com transmissão pelo IPTV, para uso de cada plataforma. Além de atividades na capital, estão previstos treinamentos em Pirassununga, Piracicaba, São Carlos e Ribeirão Preto.

Campus Ribeirão Preto – FDRP e PUSP-RP

Data: 9/5/2017
Horário: 9 às 12 horas
Local: Auditório da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP)
Av. Bandeirantes, 3900 – Ribeirão Preto
Organização: Sibi, Biblioteca da FDRP e Biblioteca Central do Campus de Ribeirão Preto


terça-feira, 11 de abril de 2017

Depressão: artigos selecionados

BioMed Central  fez uma seleção de artigos com o tema "depressão"  para apoio ao tema  do Dia Mundial da Saúde (07 de abril) :Depression: Let’s Talk’, da  World Health Organisation.
Acesse:
INTERNATIONAL JOURNAL FOR EQUITY IN HEALTH
Mariam Khan, Misja Ilcisin and Katherine Saxton





quinta-feira, 6 de abril de 2017

Trial da Base de Dados QInsight

Encontra-se aberto pelo prazo de 60 dias o Trial da Base de Dados QInsight para a comunidade USP. 
 
 
 
Quetzal Search and Communication não é apenas mais uma ferramenta de busca. A tecnologia premiada pela National Library of Medicine da Quetzal fornece resultados relevantes, imediatos e abrange conteúdo amplo.

O mais importante, uma vez que a tecnologia de busca do Quetzal é diferente de qualquer outra plataforma, é que fornece uma oportunidade para encontrar documentos que não foram descobertos por meio de outras ferramentas de busca.

Quetzal: Expansão e aperfeiçoamento da tecnologia Quertle premiado pela National Library of Medicine usando a tecnologia Quantum Linguistic Logic, com patente pendente, a nova ferramenta melhora drasticamente os processos de busca por entregar rapidamente resultados contextualmente relevantes, eliminando a frustração e desperdício de tempo com as soluções atuais.

Mais de 35 milhões de documentos autorizados PubMed / MEDLINE – todas as principais publicações de ciência médica e de vida em todo o mundo.

·         PubMed Central – conteúdo de texto completo
·         NIH Grants – resumos sobre o que está sendo pesquisado agora
·         TOXLINE – tanto NTIS e RiskLine
·      HSTalks – seminários on-line de biomédicas e ciências da vida por especialistas de renome mundial
·         Patent Grants – patentes americanas concedidas
·         Patent Applications – pedidos de patentes dos Estados Unidos
·         AHRQ Treatment Guidelines – a partir do National Guidelines Clearinghouse
·         Health and Life Science News – acesso às últimas informações
Mais de 10 milhões de documentos são de texto completo, com acesso direto e gratuito para os PDFs, além de conectividade para resolvedor de links de uma organização.

Áreas de cobertura
Medicina (todos os campos), Enfermagem, Odontologia, Farmácia, Optometria, Fisioterapia, Saúde Pública, Medicina Veterinária, Biotecnologia, Ciência Agrícola, Genética, Informática, Bioengenharia, Toxicologia, Imunologia, Ecologia, Bioquímica, Descoberta de medicamentos, Química Medicinal, Materiais Ciência. 

Informações adicionais: http://www.sibi.usp.br


sexta-feira, 31 de março de 2017

Guide to Open Access Publishing


Há alguns anos o acesso aberto tem ganhado bastante destaque no meio acadêmico.  A maioria das publicações científicas e publicadores tem canais de acesso aberto e autores tem a chance de publicar seus trabalhos. Entretanto, muitos autores, principalmente aqueles que são relativamente jovens na academia, ainda não possuem informações suficientemente claras sobre publicação em acesso aberto. O que é acesso aberto? Qual é a lógica por trás da publicação em acesso aberto? Quais são as diferenças entre open access e a publicação tradicional? Essas questões incomodam os autores, que frequentemente se mostram céticos em relação ao acesso aberto.  Assim, este artigo objetiva esclarecer essas dúvidas e providenciar os fundamentos da publicação em acesso aberto.


Leia o artigo completo:






quinta-feira, 23 de março de 2017

Novos TCCs na Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos

Confira os Últimos TCCs publicados na Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos:


Beatriz Azevedo Cezila 
Produção de material didático sob a perspectiva do ensino por investigação que utiliza as aves como modelo de estudo

Gabriel Henrique de Camargo 
A relação entre os movimentos epistêmicos de professores em formação inicial e os argumentos construídos pelos alunos em uma sequência didática investigativa sobre biodiversidade

Israel Silli Palandre 

Marcela Santini Renoldi 

Marcelo Augusto Piveta 

Tiago do Amaral Moraes 

Tuan Huai Tsun 

Anderson Rosário Prado 


Gabriel dos Santos Paulon 

Rafaela Rossetti 

Sabrina Mara Tristão 
Vanessa Thomé 

Wendy Ishimoto 



Boa Pesquisa!

quinta-feira, 9 de março de 2017

Web of Science faz parceria com o Google

A parceria estabelecida entre a Base de Dados Web of Science (Clarivate Analytics/Thomson Reuters) e o Google Scholar disponibiliza hiperligações entre o Web of Science Core Collection e o Google Scholar

A facilidade de acesso ao Web of Science Core Collection a partir da Rede Aberta por meio desses hiperlinks entre o primeiro e o Google Scholar   simplificará o processo de descoberta e poupará tempo aos pesquisadores. 

Assim, ao fazer uma pesquisa no Web of Science Core Collection aparecerão hiperlinks do Google Scholar em  seus resultados  e vice-versa. 


Para saber mais, veja:



Acesse e nos conte a experiência!


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Retrospectiva Científica 2016


Já estamos na metade do segundo mês de 2017, mas ainda dá tempo de relembrarmos as  descobertas científicas de destaque em 2016:


[extraido de: http://bit.ly/2kkplI6] Em fevereiro os cientistas conseguiram comprovar a Teoria Geral da Relatividade, proposta por Albert Eistein em 1916, através da detecção de ondas gravitacionais pelo projeto LIGO (Laser Interferometer Gavitational-Wave Observatory), nos estados unidos. Para detalhes desta descoberta acesse: http://cienciainformativa.com.br/pt_BR/as-ondas-gravitacionais-de-einstein/.
Na aérea médica, o ano de 2016 demonstrou um grande avanço na busca de novas formas de prevenção e tratamento contra doenças graves, como o Alzheimer, que atinge grande número de pessoas em todo o mundo e que ainda se apresenta incurável.  A utilização de IL-33 (http://cienciainformativa.com.br/pt_BR/mais-um-passo-no-caminho-para-o-tratamento-do-alzheimer/ ) e a utilização de compostos de romã (http://cienciainformativa.com.br/pt_BR/luta-contra-o-alzheimer/ ) são alguns dos destaques descobertos este ano como formas alternativas para tentar controlar a doença.
Outro destaque da área médica neste ano foi o avanço na prevenção do Zika vírus. O desenvolvimento de uma vacina eficaz contra o vírus que causou um estrondoso aumento no número de casos de crianças com microcefalia e outras complicações neurológicas, apresentou passos importantes este ano, como pode ser visto com detalhes no texto: http://cienciainformativa.com.br/pt_BR/vacinas-contra-a-zika/. Além disto, este ano vimos muito avanços em alternativas de controle do mosquito Aedes aegypti , principal transmissor do Zika vírus, além do vírus da dengue e da febre Chikungunya, como pode ser visto no texto “Novas estratégias para o controle do mosquito Aedes aegypti” -http://cienciainformativa.com.br/pt_BR/novas-estrategias-para-o-controle-do-mosquito-aedes-aegypti/.
[extraído de: http://bit.ly/2l13h2h] Mas é no campo da Genética que se concentraram as descobertas mais “perturbadoras”, sobretudo do ponto de vista ético. Durante o ano, os cientistas revelaram novidades no sequenciamento do genoma humano. Não por acaso, o Prêmio Nobel de Medicina deste ano premiou pesquisas em genética que apontaram novos caminhos para o tratamento de doenças como Alzheimer, Parkinson, esquizofrenia e autismo. Essas pesquisas mostraram que células-tronco adultas podem ser transformadas em embrionárias pluripotentes, que são aquelas que podem dar origem a qualquer espécie de célula fetal ou adulta. Isso é uma novidade, pois até então acreditava-se que células adultas não poderiam desempenhar outra função. Agora, esses estudos ajudarão a curar doenças de origem genética, entender melhor o processo de envelhecimento e criar óvulos a partir de tecidos. 
O sequenciamento de genoma de um feto humano em gestação permite ainda um diagnóstico de doenças que o paciente terá somente no futuro, quando for adulto. Como os médicos, o paciente e as famílias lidarão com isso? Nos Estados Unidos, já existe uma preocupação com um aumento do número de abortos em consequência da detecção precoce de doenças genéticas. Por isso, alguns Estados estão tornando as leis mais rígidas, para impedir o aborto em casos como síndrome de Down. No Brasil, o aborto só é autorizado quando a gestação é resultado de estupro ou traz risco à mulher.